Extensão da exposição “Chapas Sínicas – Histórias de Macau na Torre do Tombo” na Biblioteca da Universidade de Macau Arquivo de Macau
Skip Navigation LinksPagína Principal > Notícias > Descrição
English
中文版本

Extensão da exposição “Chapas Sínicas – Histórias de Macau na Torre do Tombo” na Biblioteca da Universidade de Macau

Data: 29/08/2018
Catalogação : Exposições

Com o objectivo de continuar a divulgar as “Chapas Sínicas” e a promover o seu significado histórico, a segunda fase desta exposição terá lugar no Arquivo de Macau, entre os dias 21 de Agosto a 7 de Dezembro. Simultaneamente, o Arquivo de Macau e o Arquivo Nacional da Torre do Tombo, com a co-organização da Biblioteca da Universidade de Macau, realizarão uma outra exposição na Galeria Universitária da Universidade de Macau, de 5 de Setembro a 31 de Outubro. Aqui poderão ser apreciadas algumas das peças documentais exibidas na primeira fase da exposição.

No contexto desta exposição será proferida uma primeira palestra, intitulada “Boya Lecture”, organizada pela Biblioteca da UM e agendada para as 14h30 do dia 5 de Setembro (o primeiro dia da exposição). Esta palestra será proferida pela Dr.a Lau Fong, directora do Arquivo de Macau, e focar-se-á nos registos das “Chapas Sínicas” e no processo de inscrição da colecção no Registo da Memória do Mundo.

A primeira fase da exposição “Chapas Sínicas – Histórias de Macau na Torre do Tombo”, apresentada conjuntamente pelo Arquivo de Macau e pelo Arquivo Nacional da Torre do Tombo de Portugal, terminou com sucesso no passado dia 7 de Agosto.“Chapas Sínicas” é um fundo documental que inclui os registos de Macau durante a dinastia Qing. Preservado no Arquivo Nacional da Torre do Tombo de Portugal, esta colecção é composta por mais de 3600 documentos, incluindo cartas oficiais escritas em chinês, as cópias traduzidas para português e outros documentos diversos. A colecção foi intitulada “Registos Oficiais de Macau Durante a Dinastia Qing (1693-1886)”, aquando da sua nomeação para o Registo da Memória do Mundo. Procedeu-se à sua inscrição no Registo da Memória do Mundo para a Ásia-Pacífico, em 2016, e no Registo da Memória do Mundo, em 2017. Os registos reflectem as condições da sociedade, a vida das pessoas, o desenvolvimento urbano e as actividades comerciais, entre muitos outros aspectos, do quotidiano de Macau, durante a dinastia Qing. Além disso, esta vasta documentação conta histórias que ocorreram em Macau e que são de grande relevância para melhor compreender o papel que Macau desempenhou para a China e para Portugal, assim como para as relações sino-portuguesas em diferentes momentos da história mundial.

Terá lugar na Galeria Universitária (E1) da Universidade de Macau, na Avenida da Universidade, Taipa, Macau, e será realizada em cantonense. A entrada é aberta ao público de forma gratuita. A inscrição on-line para o evento pode ser feita em (https://umac.au1.qualtrics.com/jfe/form/SV_3Jk97Xq6UUFzlVr). Os lugares serão reservados por ordem de chegada.

A extensão da exposição “Chapas Sínicas – Histórias de Macau na Torre do Tombo” estará aberta ao público, diariamente, das 9h00 às 18h00 na Galeria da Universidade (E1), Universidade de Macau, na Avenida da Universidade, Taipa, Macau. A entrada é gratuita. Para mais informações, por favor visite o site oficial do Arquivo de Macau – www.archives.gov.mo – ou ligue para 28592919 ou 88228170, durante o horário de expediente.

20180829095020_doc 040_pt-tt-dchn-1-6-

000844_m0001_cr
 
20180829095020_doc 052_pt-tt-dchn-1-3-000303_m0001_cr