Exposição “Chapas Sínicas” abre na Torre do Tombo em Portugal Arquivo de Macau
Skip Navigation LinksPagína Principal > Notícias > Descrição
English
中文版本

Exposição “Chapas Sínicas” abre na Torre do Tombo em Portugal

Data: 12/10/2019
Catalogação : ---

A exposição “Chapas Sínicas – Histórias de Macau na Torre do Tombo”, co-organizada pelo Arquivo Nacional da Torre do Tombo de Portugal e pelo Arquivo de Macau do Instituto Cultural (IC), foi inaugurada, numa atmosfera calorosa, no passado dia 8 de Outubro, na Torre do Tombo, em Lisboa, sendo a cerimónia oficiada pelo Director-Geral do Livro, dos Arquivos e das Bibliotecas de Portugal, Silvestre Lacerda, e pela Directora do Arquivo de Macau, Lau Fong.

As Chapas Sínicas são uma colecção composta por mais de 3.600 documentos, incluindo registos oficiais de Macau redigidos em língua chinesa durante a Dinastia Qing, ofícios traduzidos para português e outros documentos diversos, documentação esta que se encontra conservada no acervo do Arquivo Nacional da Torre do Tombo de Portugal e cuja designação foi alterada para “Registos Oficiais de Macau durante a Dinastia Qing (1693-1886)”, para efeitos de apresentação da candidatura à inscrição no Registo da Memória do Mundo. Em 2016 e 2017, a colecção foi inscrita com sucesso no Registo da Memória do Mundo para a Ásia-Pacífico a nível regional e no Registo da Memória do Mundo, respectivamente. Os registos reflectem as condições da sociedade, a vida das pessoas, o desenvolvimento urbano e o comércio de Macau durante a dinastia Qing, representando ainda a importância de Macau para o mundo e registando histórias que, embora tenham ocorrido em Macau, são de relevância histórica para a China e Portugal, bem como para a história mundial. A exposição esteve já patente em Macau no ano de 2018. Neste ano, em que se assinala o 40.º aniversário do estabelecimento de relações diplomáticas entre a República Popular da China e a República de Portugal e o 20.º aniversário da Transferência da Administração de Macau para a China, a exposição das Chapas Sínicas foi fruto da colaboração entre os arquivos de Macau e Portugal e da partilha de recursos entre ambos, contribuindo assim para o intercâmbio cultural entre a China e Portugal.

Na cerimónia de inauguração, estiveram ainda presentes a Directora da Delegação Económica e Comercial de Macau em Lisboa, O Tin Lin; a Conselheira Cultural da Embaixada da República Popular da China em Portugal, Li Ji; o Presidente do Instituto Internacional de Macau, Jorge Alberto da Conceição Hagedorn Rangel; a Directora em Portugal da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI), Ana Paula Laborinho; a Ex-Presidente do Instituto Cultural de Macau, Gabriela Pombas Cabelo; bem como vários arquivistas e investigadores. A exposição “Chapas Sínicas – Histórias de Macau na Torre do Tombo” estará patente de 9 de Outubro de 2019 a 8 de Fevereiro de 2020, no Arquivo Nacional da Torre do Tombo, em Lisboa, estando aberta a todos os interessados.